Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Rio Claro

Abastecimento de água em Rio Claro é normalizado

As fortes chuvas que caíram nessa semana em Rio Claro, inclusive a tempestade torrencial no domingo (3), elevaram consideravelmente a turbidez da água bruta do Rio Corumbataí, fonte de captação da Estação de Tratamento de Água (ETA 2).

A situação obrigou o Daae a interromper temporariamente a captação e o tratamento de água da ETA 2 em alguns momentos ao longo da semana, para manter a qualidade da água distribuída no município.

Mas por conta da capacidade de autodepuração (recuperação) do corpo d’água do próprio rio, a turbidez foi normalizada naturalmente na tarde de quarta-feira (6), possibilitando que a autarquia voltasse a operar a ETA 2 em sua capacidade máxima na realização dos trabalhos de captação, tratamento e abastecimento de água para 60% da cidade. Os outros 40% são abastecidos pela ETA 1. A expectativa da autarquia é que a pressurização e o fornecimento de água sejam normalizados em todas as regiões abastecidas pela ETA 2 até a noite dessa quarta-feira (6).

"Lamentamos a situação, mas a prefeitura e o Daae prezam pela qualidade da água fornecida para o município. Por isso que em diversos momentos nessa semana, a captação, o tratamento e o fornecimento de água foram temporariamente interrompidos e retomados parcialmente até que a turbidez do rio fosse normalizada", comenta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, ressaltando que esta situação não foi um problema exclusivo de Rio Claro, já que, Piracicaba enfrentou  situação semelhante por também ser abastecida pelo rio Corumbataí.



Juntamente com o superintendente do Daae, diretores da autarquia e o vereador Júlio Lopes, o prefeito Juninho da Padaria acompanhou o início dos trabalhos de monitoramento do rio Corumbataí feitos na manhã de quarta-feira. A equipe do Daae contou com o apoio da Defesa Civil em uma descida nas águas do rio Corumbataí numa extensão de aproximadamente 16 quilômetros, que vai do distrito de Ferraz até a ETA 2, no distrito de Ajapi.



"Quando era constatada diminuição na turbidez, o Daae retomava os trabalhos de captação, tratamento e fornecimento de água proporcionalmente, para sempre manter a qualidade da água distribuída aos consumidores", afirma o superintendente Paulo Roberto Bortolotti, acrescentando que o Daae continuará fazendo monitoramento permanente da turbidez da água do Corumbataí.

O Daae reforça a orientação para que os munícipes sempre façam o uso racional da água e que tenham reservatório em seus imóveis e que façam constantemente a devida manutenção e limpeza. As populares “caixas d’água” são importantes para reduzir transtornos em caso de interrupção no fornecimento, com volume suficiente para 24 horas de consumo racional, eliminando os incômodos aos usuários em casos como esse. Além disso, a instalação de reservatórios nas residências é obrigatória, conforme estabelece o Código Sanitário Estadual.

A autarquia ressalta ainda que pode haver situações pontuais de turbidez na água em alguns bairros e orienta a população a relatar eventuais casos ou solicitar descarga de cavalete e teste da qualidade da água em seu imóvel por meio de agendamento, que deve ser feito pelo telefone 0800-505-5200 ou presencialmente em sua sede, na Avenida 8-A, 360, bairro Cidade Nova, de segunda à sexta-feira, das 9 às 15 horas.

Mais informações podem ser obtidas pela Central de Atendimento do Daae, no telefone 0800-505-5200.

Telefone: 0800 505 5200 - 2011/2012 - Todos os Direitos Reservados - Implementação: www.cebinet.com.br
Desenvolvimento: Leonardo Marcondes e Rogério Ap. Picceli - Colaborador: José Eduardo Abdalla