Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Rio Claro

Daae recupera viveiro de mudas para proteção de rios e nascentes

O Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae) de Rio Claro segue realizando benfeitorias internas para melhor atender a população e o meio ambiente. O viveiro da autarquia, localizado na Estação de Tratamento de Água (ETA) 2, na estrada que liga o Distrito Industrial ao distrito de Ajapi, está recebendo várias melhorias para melhor cuidar das mudas ali abrigadas. “Quando assumimos a prefeitura em 2017 encontramos o viveiro em estado de abandono, mas com empenho dos servidores do Daae, revertemos essa situação”, ressalta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria.

"Fazia mais de quatro anos que vários equipamentos do viveiro não funcionavam, o que dificultava a produção das mudas. Agora, o trabalho foi retomado e tudo está funcionando adequadamente", comenta José Roberto Fernandes, funcionário do Daae que há 11 anos trabalha no viveiro.



Com investimento relativamente baixo, de cerca de R$ 2 mil, o Daae revitalizou toda a área do viveiro, de aproximadamente 10 mil metros quadrados, reformou as duas estufas de produção e manutenção das mudas e modernizou os equipamentos, principalmente os de irrigação, com a troca de todos os 40 espalhadores de água. Agora a água é espalhada automaticamente em quatro períodos alternados durante o dia, gerando mais economia de consumo de energia e água, além de facilitar o trabalho dos funcionários.

"Antes, o viveiro estava em estado deplorável, de abandono, com mato alto, falta de equipamentos, o que dificultava o trabalho dos funcionários”, afirma José Crespo Filho, gerente de preservação do meio ambiente do Daae. “Além disso, toda a irrigação era feita manualmente, utilizando mais água e tempo de trabalho”, aponta, acrescentando que, com um pequeno investimento “estamos resgatando o viveiro da autarquia, ajudando principalmente o meio ambiente".

Atualmente, o viveiro do Daae tem cerca de 3.200 mudas para pronta entrega de árvores nativas, como jatobá, cedro rosa, paineira, ipês amarelo, roxo, branco, rosa, entre outras, e árvores frutíferas, como ameixa, pitanga, graviola e jambo.

“Garantir disponibilidade hídrica para o município é uma das prioridades definidas pelo prefeito Juninho e o trabalho desenvolvido no viveiro é parte importante das ações para a proteção dos nossos mananciais”, afirma o superintendente do Daae, Ricardo Pires de Oliveira.



A autarquia ressalta que as doações de mudas pelo Daae não são para fins pessoais como plantação em residências, e sim para plantação em Áreas de Preservação Permanente (APPs) e chácaras, sítios e fazendas no entorno de cursos d’água e nascentes, para proteger os recursos hídricos contra erosão e assoreamento. O plantio de mudas também é importante uma vez que as folhagens das árvores recolhem parte da água das chuvas, melhorando a infiltração no solo, o abastecimento do lençol freático e aumentando a diversidade da fauna e da flora.

As doações são limitadas a 50 mudas por pedido e são feitas somente mediante cadastro e agendamento pelo telefone 3531-5202 ou 3531-5248, de segunda à sexta-feira, das 8 às 11 horas e das 13 horas às 16h30.

"Salientamos que a autarquia não faz entrega das mudas. Os interessados, após o cadastramento e agendamento, retiram o pedido no local, com horário marcado, acompanhado pela equipe responsável pelo viveiro", ressalta José Crespo Filho.

Feita a doação, uma equipe do Daae fiscaliza os locais em que as mudas foram destinadas, com possibilidade de devolução caso o plantio não esteja de acordo com o informado em cadastro.

Telefone: 0800 505 5200 - 2011/2012 - Todos os Direitos Reservados - Implementação: www.cebinet.com.br
Desenvolvimento: Leonardo Marcondes e Rogério Ap. Picceli - Colaborador: José Eduardo Abdalla